»» ALL NIGHT

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

»» ALL NIGHT

Mensagem por Yale University em Dom Mar 30, 2014 10:29 pm


DADOS DA RP
RP ABERTA
Todos personagens estão convidados a participar da primeira interação do RPG.

TAGGS: NOITE. NEON CLUB. ABRIL. PRIMAVERA.

Haru™ Sourcecode
avatar
Yale University
Admin

Mensagens : 106
Data de inscrição : 04/12/2012

Ver perfil do usuário http://yale-university.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: »» ALL NIGHT

Mensagem por Caitlin Ackles em Ter Abr 01, 2014 8:54 pm

Super Bass
.
Caitlin estava com o coração na boca, uma pilha de nervos desde o começo da semana, mas estava conseguindo disfarçar bem, no momento, Abby não havia dito nada, mas em breve ela notaria que tinha alguma coisa errada, ah, ela notaria mesmo.
E provavelmente a mataria também.
Ela queria muito que ela fosse para Yale, existia uma lista gigantesca para que a loira quisesse sua amiga lá, e se ela soubesse que Tyler Maddox estava estudando lá, e continuava amigo do irmão de Cat, ela nunca iria para aquela cidade. Cat foi egoísta o suficiente para esconder esse segredo, mas o que ela podia fazer, essa era Caitlin.
Jogou os cabelos para o lado e foi caminhando confiante em seus saltos, passando pela fila e sorrindo para o promoter, que abriu a passagem para as garotas. O que se seguiu foi uma mistura de fumaça e luz piscante, Cat estreitou os olhos e viu e continuou caminhando. – Vamos para a pista meninas. - Falou para Erin e Abby sem olhar para trás. Sorriu para algumas pessoas que conhecia, ou melhor, para pessoas que ela gostava, conhecia praticamente todos que estavam ali, metade eram alunos da Yale. Olhou para trás e franziu a testa, Abby não estava ali, muito menos Erin.
- Meu Deus, será que é tão difícil só chegar na pista de dança? – Reclamou abrindo passagem novamente, procurando pelas meninas e quando viu seu irmão entrando com ninguém menos do que Tyler, ela soltou um palavrão. Deus, ela não queria estar ali quando a bomba estourasse, virou seu corpo no mesmo instante, logo após de fazer um gesto de sinalizava que em breve ela  mataria Aiden.
Foi em direção ao bar, sentindo que a coisa só pioraria e que sua ideia de diversão em breve acabaria. Não fazia a menor ideia de onde Abby estava, e naquele momento, ela precisava beber alguma coisa. – Hey, você! – Falou para o rapaz atrás do balcão neon. – Me traga alguma coisa beem forte!
Se inclinou no balcão, pensativa. Recebeu a dose que pediu e a virou, fazendo uma breve careta. Tossiu em seguida. – Que porra foi essa que você pôs aqui? – O rapaz riu e deu de ombros. Cat estreitou os olhos para ele. – Então tá, eu quero mais!
Olhou para a pista, sorriu, ela estava perdida das suas amigas, mas mesmo assim poderia aproveitar, afinal... Ela já estava lá, certo?
Balançou a cabeça, sentindo a musica, então arregalou os olhos. – AI MEU DEUS EU AMO ESSA MUSICA! – Gritou, algumas pessoas gritaram de volta, outras só ignoraram. Cat foi caminhando meio que dançando para a pista, chegando onde supostamente seria o “centro da pista” ela começou a dançar, fechou os olhos e se balançou no ritmo da batida, sendo empurrada por alguns corpos e empurrando alguns também, dançou com algumas pessoas das quais não fazia a menor ideia de quem sejam, tudo parecia ótimo.

Até que abriu os olhos.

Cat deu um passo para trás, dando de cara com Anthony, seu suposto namorado por sabe-se-lá-quanto-tempo. Ela não havia o comunicado que estaria nesse lugar, não sabia se era uma daquelas coisas de stalker, ou pura coincidência mesmo, não havia se preocupado com a existência dele o dia todo, estava tão preocupada com Abby não encontrar Tyler, o que na verdade já deve ter ido por água baixo, que nem sequer lembrou que tinha Anthony na sua cola.  Fez uma careta de surpresa. – O que você está fazendo aqui? – Falou imediatamente. Depois analisou a roupa dele, franzindo a testa. – E desde quando você frequenta boates? – Ele parecia... Bem, não sabia ao certo, estava ficando bêbada e não estava apta a fazer julgamentos. Não que isso a impedisse.

- Bem, foi um prazer te ver. Na verdade não foi não... – Falou pensativa. - Agora se você me dá licença. – Falou se virando para ele, dando uma verificada para ver se encontrava uma de suas amigas, ok negativo, nenhum sinal das garotas perdidas.
Voltou a dançar, ou melhor, tentou.




_________________

Livin la dolce vita
Life couldn't get much sweeter Don't you give me a reason That it's not the right season
avatar
Caitlin Ackles
Fraternidade Kappa
Fraternidade Kappa

Mensagens : 251
Data de inscrição : 05/12/2012

Perfil Universitário
Apelido: Cait
Idade: 21 anos
Curso: Medicina

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: »» ALL NIGHT

Mensagem por Abbigail Adler em Qua Abr 02, 2014 1:45 pm



NoitePeríodo
Neon ClubLugar
IssoVestindo:

Sentia-se totalmente culpada por estar ali, em uma festa, se divertindo, enquanto seu pequeno Travis estava em casa. Mas tentara ficar, dissera que ficaria, mas seu pai praticamente a expulsara, e ela começara a achar que o Sr. Adler queria roubar o garoto para si. Riu com a idéia e tentou se divertir, por mais que quisesse estar em casa, de pijamas, sentada ao chão da sala com seu pequeno bebe no colo, brincando.

Adentraram o Neon Club e logo foram invadidas pelo som alto e contagiante, e pela fumaça inebriante, fazia muito tempo que não saia, muito tempo mesmo, uns três anos para ser mais precisa, e agora parecia que seu corpo ganhava vida própria e começava a se movimentar, aquela noite prometia. Gritou para as meninas que iria buscar uma bebida para elas no bar, que esperassem por ela e seguiu rumo ao balcão.

Espremeu-se por entre as pessoas até finalmente conseguir chegar a onde queria, virou-se para onde havia deixado as meninas, somente para verificar se elas estava esperando por ela, mas não as avisou, pra variar, sabia como Cat era ansiosa demais para ficar parada em apensa um lugar e Erin, bem a conhecera a um dia apenas. Deu de ombros e voltou sua atenção ao balcão e quando foi atendida pediu um shot de tequila para ela, queria começar extravasando, afinal julgava-se merecedora, pois tudo o que bebia a noite, durante três anos, fora leite ou chá, com seu filho e seu pai.

Esperou alguns estantes enquanto lhe serviam a tequila, enquanto ela batucava os dedos e as unhas, impaciente. Será que deveria ligar para casa? Será que Travis estava bem? Já estava dormindo? Era o primeiro final de semana longe do garoto.

Teve os pensamentos interrompidos pela tequila depositada em sua frente, que ela virou, sem a nem mesmo acompanhar o limão e o sal.
thanks rapture

_________________


Abbigail Louise Adler
I feel so close to you right now  

Spoiler:


avatar
Abbigail Adler
Fraternidade Kappa
Fraternidade Kappa

Mensagens : 332
Data de inscrição : 25/12/2012

Perfil Universitário
Apelido: Abby
Idade: 22 anos
Curso: Jornalismo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: »» ALL NIGHT

Mensagem por Erin Carter em Qua Abr 02, 2014 6:44 pm




We could do this all night

Erin adentrou a boate com as meninas checando seu celular para ver se seus pais haviam deixado alguma mensagem de voz, o que dificilmente acontecia desde o dia em que ela decidira ser independente e morar sozinha, mas de vez em quando, ela ficava atenta se precisariam dela, o que ela sabia que provavelmente não iria acontecer e que deveria parar de se preocupar e se concentrar em seu curso. Era uma noite linda e sair, fora uma das melhores idéias que elas tiveram, bem, elas e metade da Yale.

Parou próxima a porta e escutou Abbigail avisar que iria buscar bebidas para elas. Acenou com a cabeça em concordância e a morena se perdera na multidão em meio a pessoas dançando ao som de uma das várias músicas que Erin gostava e com certeza uma das várias que iriam tocar naquela noite. Começou a caminhar dançando conforme a música e seguiu Caitlin até onde conseguiu acompanhar, todos aqueles corpos animados e ela agora estava ali parada, na ponta dos pés, em cima de um par de salto alto tentando encontrar pelo menos os cabelos das que perdera de vista. Desistiu após ver que não teria chance e encontrou uma mesa, fora em direção a ela e em meio a todo o empurra-empurra e dancinhas, avistou Cait, arregalou os olhos vendo que teria que ir até o meio da pista de dança, mas começou a ir em direção a amiga até ver que a loira estava com Anthony. Parou para decidir se iria até lá ou não, afinal, não queria atrapalhar, mas pelo jeito que Cait estava, parecia uma boa ficar por perto da mesma.

- Cait! - Chamou estando mais próxima e por fim - e finalmente - chegando até ela. - Meu Deus! Vocês sumirão do nada! - Disse olhando para a loira, se virou para Anthony que mal conhecia, assim como todos ali, mas o pouco que já conhecia, para ela, já era motivo para pelo menos cumprimenta-lo, e ele também era um cara que aparentava ser legal. - Oi Anthony! - Olhou para ela e para ele ficando entre os dois e deu um passo para trás fazendo uma careta e um sinal de ok com as mãos. - Eu vou no bar e ver se acho a Abby! - Disse virando-se de costas e começando a dançar novamente conforme a música, fechou os olhos e deixou ser guiada pelas brechas que surgiam entre um e outro, sorriu e cada vez mais ficava se sentindo a vontade, afinal dançar era sua área, digamos assim. E estava tudo muito bom até alguém encoxa-la e ela sentir um perfume conhecido no meio daquilo tudo. Se virou e arregalou os olhos, estava dançando com Ryan, ou Ryan estava dançando com ela, veja como quiser. Franziu o cenho e se virou de costas para ele continuando o caminho até o bar. - Não acredito nisso. - Murmurou para si mesma, ninguém iria notar.
Roupa | Neon Club | Thank's Miko.

_________________


Counting all different ideas drifting away. Past and present they don't matter. Now the future's sorted out. Watch her moving in elliptical patterns. Think it's not what you say. What you say is way too complicated




avatar
Erin Carter
Fraternidade Kappa
Fraternidade Kappa

Mensagens : 32
Data de inscrição : 17/03/2014

Perfil Universitário
Apelido: Carter
Idade: 23 anos
Curso: TI

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: »» ALL NIGHT

Mensagem por Anthony Holtz em Sex Abr 04, 2014 6:18 pm


So have you got the guts?

Você parece um real nerd, Holtz... Oh, espere... Você realmente é um desses panacas que deveria ter uma enterrada de cueca na época da escola. Quem sempre te salvou fui eu, se lembra?
, escutou Dennis dentro da sua cabeça martelar as mesmas palavras consecutivamente, como se fosse um disco arranhado. Bufou, tacando a blusa social que estava usando de volta no armário bem arrumado. Depois lidaria com a pilha de roupas sujar que sempre faziam questão em se acumular no seu quarto. “Obrigada por me lembrar, desgraçado.”, murmurou, olhando-se no espelho antes de pegar uma blusa mais ou menos usada e metê-la para enfiar as calças jeans “Tocado por você sempre ter que se segurar nesse detalhe, já que sempre foi a única coisa de boa que você trouxe pra minha vida.”, deixou-se brotar um sorriso malicioso no seu rosto, mas não era realmente Anthony quem fizera aquilo. Obviamente. Ele não tinha controle do seu corpo totalmente. Ter que conviver com um bastardo que só sabia acabar com qualquer tipo de integridade física do corpo que partilhavam era no mínimo estressante. Como se não bastasse, Dennis não parecia que iria embora por um bom tempo. Nenhum psicólogo fora esperto o suficiente para enganá-lo até agora. Claro, as coisas ficavam mais difíceis quando ele escutava tudo por detrás da porta da sua consciência, mas ao menos agora Anthony sabia quando ele estava no controle e quando Dennis estava tomando a posse.

Para piorar, ele tinha uma prova sobre Direito do Consumidor no dia seguinte, e o seu alter-ego continuava a insistir que deveriam ir para a boate. E ele não deixaria Thony estudar se não fizesse sua vontade. Bufou mais uma vez. Ainda parece um pamonha, Holtz. Diabo, eu tenho que fazer tudo aqui?, perguntou, e o braço de Anthony se moveu sem que desejasse. Dennis procurou e revirou todo o quarto do universitário, procurando um pequeno pacote laminado, sorrindo diabólico ao achar. É disso que eu estava falando, Holtz. Diversão para a noite.

“Você percebe que eu estou namorando, não é?”
, perguntou, revirando os olhos. Dennis deu de ombros, com pleno controle do corpo do Holtz. Sim, e a loira é uma vadia. Não vou desvirtuar seu tão amado amor platônico, Holtz. Só vou me divertir. Segura essa vagina louca, que eu não vou tocar nela. Meus planos são com uma morena gostosa que eu vi faz algum tempo. Deve estar lá. “Qual parte do Eu tenho namorada, você não entendeu?”. Você não tem namorada, Holtz. Você venceu uma aposta com a loirinha. Isso não é namoro. Isso é uma coisa bem diferente, chamada escravidão. Só que você é frouxo demais pra se impor com ela. “Cala a boca, Dennis.” Como queira, Holtz, debochou, levantando as mãos ao sair do quarto e pegar as chaves do jipe, dado pelos pais como uma forma de comemorar o fato de que fora aceito em Yale há anos atrás. Tudo para que esquecessem como o filho estava se portando ultimamente, como um animal no cio. Dennis fizera de tudo para convencê-los de que estariam melhor sozinhos, e Anthony, pela primeira vez, concordara com ele, mas estava ficando cada vez mais difícil aturar o alter ego.

Chegaram ao Neon Club alguns minutos depois, mas teve que parar o carro algumas quadras adiante porque o local estava lotado. Anthony catalogava todas as leis do consumidor na sua mente, alheio ao ambiente ao seu redor enquanto Dennis assumia o corpo de vez e andava de forma totalmente diferente da rigidez inerente à personalidade de Thony. No exato instante em que entrou na boate, quase sendo barrado por um dos seguranças por não aparentar ter idade suficiente mas contornando a situação com um sorriso diabólico e alguns dólares no bolso do homem, avistou justamente quem queria usar no dia. A morena lhe parecia apetitosa, e, na mente dividida, Anthony praticamente chegara a tirar os óculos das folhas de estudo para ver melhor, julgando Dennis como bem queria. Pobre Anthony Holtz, não poderia fazer nada quando Dennis estava no controle...

Antes de chegar na morena, no entanto, uma cabeleira loira lhe chamou a atenção. Oh, Catlin estava se movendo de forma tão natural que aquilo chegou a lhe fazer sorrir, mesmo detestando aquele ser desprezível. Para Dennis, a loira era apenas mais uma das putas disfarçadas – muito presentes em Yale, por ser uma instituição de renome a qual os papais ricos mandavam seus preciosos herdeiros excepcionais para terem uma educação ótima. Soltou uma risada nasalada, indo de encontro à mulher, apenas para irritá-la. Sabia como Catlin detestava Thony, mas ela não o conhecia. Dennis era diferente, como todos já devem ter percebido. Se Anthony era a água, Dennis era o fogo, que queimava tudo o que encontrava em seu caminho. Ao chegar próximo a ela, simplesmente começou a dançar com a loira, auxiliando seus movimentos com o quadril usando as mãos firmes em ambos os lados da loira. Ela sorriu... Até abrir os olhos.

Aí ela simplesmente o fuzilou com os olhos, trazendo um sorriso malicioso e nem um pouco bem intencionado para os lábios de Dennis. Os planos haviam mudado, e Anthony que o desculpasse, mas assim que Catlin abrira a boca para o desmoralizar, Dennis simplesmente apertou o aperto nos quadris da loira, aproximando os rostos dos dois. “O que eu estou fazendo aqui?”, gritou, sobre o barulho do som estremecedor da boate. Antes que ela pudesse lhe enviar mais um olhar de aviso, Dennis riu, adorando o teatrinho. “O mesmo que você, Ackles. O mesmo que você”, ressaltou novamente as palavras, dessa vez sussurrando em seu ouvido e não esperando sequer uma reação dela. “Você não me conhece tão bem assim, loirinha. Estou ofendido.”, ironizou, afastando-se dela, provavelmente deixando uma marca roxa nos quadris da mesma ao mesmo tempo em que uma amiga de Catlin se aproximou de ambos, interrompendo a conversa e saudando os dois. Deu uma mexida de cabeça para a garota, conferindo sua bunda antes de virar a cara novamente para a loira.

“Oh, Catlin, sempre um prazer ver você também, namorada.”, deu um outro sorriso endemoniado, segurando-a pelo braço e ignorando quando Anthony finalmente percebera com quem ele estava. Perdoe-me, Holtz, sabe como sou orgulhoso. Dennis, se você tocar nela... Oh, eu já estou tocando, apalpando e até mesmo machucando. Se acalme, vou tentar não deixar nenhuma marca para quando for a sua vez. “Dança comigo?”, sorriu novamente, não dando escolha à Ackles.
thanks rapture
Catlin, Erin
"Of trying to kiss you"
Neon Club

_________________

One cannot destroy the other half.




Copyright © 2012 McT all rights reserved.
avatar
Anthony Holtz
Fraternidade Pi Stigma
Fraternidade Pi Stigma

Mensagens : 96
Data de inscrição : 26/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: »» ALL NIGHT

Mensagem por Tyler Maddox em Qua Abr 09, 2014 7:25 pm

Começo da noiteNeon ClubTyler MaddoxAbby Adlernoite, ostentando.
dreaming about you
- Aiden! – Gritou Tyler enquanto descia a escada da casa da sua fraternidade, estava anoitecendo, e ele queria se atualizar com o loiro. – Ah, aí está você. – Falou erguendo as sobrancelhas, tranquilamente. – Nós temos que sair essa noite. – Anunciou, vendo o mesmo erguer os olhos, obviamente me interrogando sobre Rebecca. Tyler deu de ombros. – Eu preciso me distrair, e Rebecca não é a sugestão ideal.

- Eu sei que você tem algo para nós, repasse a informação para o Tyler aqui. – Depois de amis alguns minutos conversando, ambos foram para o Neon Club, Tyler já conhecia o lugar muito bem, ficava algumas vezes enjoado de lá, mas fazer o que, não tinha muitas boates e essa semana não haviam organizado nenhuma festa. Teriam que lidar com isso.
Entraram na boate e viu Aiden fazer uma careta, olhou na direção do loiro e viu a irmã mais nova dele, aquele demônio francês que nunca o ajudou na vida, Caitlin. Fez uma careta de desgosto e continuou seu caminho, ia procurar alguém, ou só observar o ambiente antes de fazer alguma coisa.

Parou de andar e olhou a miragem que estava tendo, se perguntou se ele estava no deserto ou algum tempo sem beber água, porque isso só podia ser uma brincadeira da sua cabeça.

Ou Abby tem uma irmã gêmea e nunca contou para ninguém, Tyler de repente sorriu, entendendo agora o motivo da careta de Caitlin, ah, hoje era o seu dia de sorte mesmo, toma essa loira! Foi se aproximando como um maníaco,  sem desgrudar os olhos daquela garota, com um receio doentio de que se a perdesse de vista, nunca mais a encontraria. Apreciou o maximo que pode daquela visão, pensando seriamente em dar meia volta, mas não podendo deixar de tentar, ela estava tão... Como explicar? Era como um bom vinho, só melhorava com o tempo.

- Essa fica pela minha conta. – Falou para o rapaz que serviu uma dose de tequila para a morena. Viu ela girar o corpo até que visse quem estava falando, seu rosto era um mistério do qual Tyler nunca descobriria, e se descobrisse tinha quase certeza de que não gostaria do resultado. Deu um sorriso, sentindo-se um pouco receoso, era quase como pisar em um campo minado, não sabia o que a morena faria.

Mas ele estava disposto a tentar, não importa os riscos.
- Olá Abby. Quem diria que eu encontraria você, logo aqui. – Falou, erguendo uma das sobrancelhas.

LaufeysonSister






_________________
avatar
Tyler Maddox
Fraternidade Omega
Fraternidade Omega

Mensagens : 44
Data de inscrição : 30/01/2013

Perfil Universitário
Apelido: Maddox
Idade: 22 anos
Curso: Publicidade

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: »» ALL NIGHT

Mensagem por Ryan Connor em Qua Abr 09, 2014 7:57 pm


TAGGED:ERIN
NOTES: BLABLA
CLOTHERS:LINK HERE
SONG: Counting stars
no more counting dollars
We'll be counting stars
Ryan estava caminhando por aí, vestindo uma camisa e ignorando o frio da noite que caia sobre a cidade, cara, ele odiava tudo que não era quente. Odiava o frio, odiava chuva, odiava dias nublados, para ele, o dia perfeito era um feriado ensolarado, ainda mais quando era 4 de Julho, seu feriado favorito. Ele era um garoto do verão, que nem aquela série que viu no domingo passado, Game de umas coisas, achou legal só quando as mulheres peladas apareceram.

Viu alguns conhecidos e foi chamado para ir para uma festa, Neon Club, bufou e aceitou a proposta, afinal, não havia nada melhor. Quando viu uma certa morena passar e entrar direto em nem ao menos pegar fila, Ryan sorriu maliciosamente. Definitivamente havia feito a escolha certa.

Assim que entrou, tratou de procura-la, encontrou na pista de dança, não muito surpreso por vê-la dançando, na verdade ele já estava era cansado de ver as dancinhas estranhas da garota durante seu horário de trabalho, mas ali... Ah, aquilo ali ela não fazia todo dia.

Será que era muita ousadia da sua parte? Ah, era sim... E ele não se arrependia disso. Abriu caminho entre os corpos já alcoolizados e chegou até a morena, que dançava tranquilamente, mexendo a cintura conforme a batida da musica, umedeceu os lábios e entrou naquele ritmo, entraram em perfeita sincronia, e olha que Ryan nem dançava muito. O que ele podia fazer se estava destinado a pegar essa garota?

Quando ela se virou, em choque, ele piscou para a morena. – Hey. – Ela se afastou, e Ryan franziu a testa. O que? Dançar com um estranho qualquer estava ok? Mas com ele não? Tudo bem, ele tinha um pouco de culpa por encochar a garota, mas foi iniciativa dela ter aquela bunda.

Seguiu a garota e a puxou pelo braço, fazendo com que ela girasse, ela fez uma careta, Ryan sorriu. – Está fugindo de mim? – Falou próximo do ouvido da garota. – Hey, me desculpe. Mas eu só estava dançando com você. – Ergueu a sobrancelha, sem parecer realmente ter segundas intenções. Mas quem acreditava nesse papo? Bem, que Erin pelo menos ficasse com a dúvida. – Quer beber alguma coisa? Por minha conta, prometo ser uma companhia agradável.
TKS CINDERELLA @ SA!

_________________
TALK DIRTY TO ME

Katy Perry♥
By ∑Θ
avatar
Ryan Connor
Fraternidade Omega
Fraternidade Omega

Mensagens : 19
Data de inscrição : 19/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: »» ALL NIGHT

Mensagem por Caitlin Ackles em Qui Abr 10, 2014 6:22 pm

burning up like neon lights
TAG: Thony/Dennis, Erin
WORDS: 444.
NOTES: meio bosta.
Caitlin devia estar muito bêbada, ou alguma coisa estava bastante errada ali. Anthony estava muito estranho, era como ... Se não fosse ele. Bem, só que não existia outro garoto com a mesma cara que ele, não que ela soubesse.

O encarou, com a boca aberta. - E você – Falou pondo um dedo no seu peito. - Não me chame de loirinha. – Falou fazendo uma careta. – Heeeey, Erin! – Viu que Erin a encontrou e sorriu para a amiga, pegando o copo da morena e o virando de uma vez só, achou que aquilo ali era vodka com alguma coisa, estava mais para vodka pura de tão ruim que estava, mas virou com toda sua coragem e força de vontade. Então viu que ela começou a sair de fininho. – Não, espera aí... Ugh, Merda. – Falou, com seu sotaque francês misturado com o inglês, do qual ela não gostava muito, se virou e deu de cara com um Thony muito diferente do comum, sim, ela já havia percebido que ele estava estranho, mas ele estava tão diferente, que vali a pena ressaltar a cada momento.

- Você por um acaso está usando drogas? Por que se estiver, eu sinto muito. – Falou, com mais entonação do que o necessário. - Mas nosso acordo acaba aqui. - Deu risada quando ela a chamou de namorada, Deus, Caitlin era realmente maluca, olhe só onde ela foi se meter. – Ok Anthony, até que para um nerd, você é bem engraçadinho... – Só então sentiu a mão no seu braço, franziu a testa, olhou para a mão dele e depois ergueu o olhar para ele. Sabia que apenas com olhar, faria com que qualquer pessoa soltasse o aperto, principalmente Anthony. Só que... Não aconteceu nada, seu sorriso só aumentou. Caitlin o encarou, confusa com o que estava vendo.

- Eu realmente devo estar bêbada. – Sussurrou para si mesma. – Olha aqui, me solta! – Falou, com sua voz aguda e bastante irritada. Deu um passo para trás, sendo empurrada novamente para frente, ficando cara-a-cara com o moreno, se afastou na mesma hora, puxou seu braço, sentindo-o doer levemente, não sabia se lembraria no outro dia, mas aquilo ali ficaria um belo roxo e ela queria bater em Anthony por isso, só que não estava muito afim, tinha acabado de fazer as unhas e não queria uma bagunça, não hoje. Então apenas o fuzilou com os olhos. – Eu vou dançar sozinha, então por favor, se afaste.– Disse dando um empurrão, sem nenhum resultado. – Sente-se, aprecie o show a distancia e mantenha essas mãozinhas bem longe da minha bunda, Au revoir namorado.

Mandou um beijo no ar para ele e completamente bêbada, começou a se afastar do mesmo, voltando a dançar.
♥ TY SARA!


_________________

Livin la dolce vita
Life couldn't get much sweeter Don't you give me a reason That it's not the right season
avatar
Caitlin Ackles
Fraternidade Kappa
Fraternidade Kappa

Mensagens : 251
Data de inscrição : 05/12/2012

Perfil Universitário
Apelido: Cait
Idade: 21 anos
Curso: Medicina

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: »» ALL NIGHT

Mensagem por Aidan Ackles em Dom Maio 04, 2014 8:18 pm

The Desolation of Life

I'll keep all of our secrets




Aidan desligou o celular, acabara de conversar com a irmã e por alguma razão que ele não compreendia, pois por mais que fizesse psicologia nunca compreenderia a irmã, estava irritada tão cedo, e não eram nem 20h. Ficou alguns segundo divagando, olhando para o aparelho em suas mãos quando foi interrompido pelos gritos de Tyler, que o procurava, querendo sair aquela noite, pra variar

– Rebecca não é uma opção. Ual, surpreendente – falou em seu tom de ironia, Rebecca já não era uma distração ao amigo a meses, e perguntava-se se algum dia ela fora - Bom, minha irmãzinha falou alguma coisa sobre aquela a Neon Club, acho que ela irá pra lá, junto com as amigas.

Deu de ombros, afinal a boate era muito frequentada por eles, mas naquele dia não havia outra opção. E quando viu que Tyler aceitou, subiu para tomar um banho e se arrumar e uma hora e meia depois adentravam o local que estava cheio dos estudantes locais da Yale. Deu uma olhada geral procurando pela irmã e por uma loira platinada em específico, sem nem ao menos achá-la.

Porém a irmã, essa ele viu, ela dançava na pista com um dos nerds da Pi Stigma. Fez uma careta e virou-se para Tyler, que pra variar havia sumido. E sendo assim decidiu dar uma volta sozinho, ver quem encontrava. Acabou parando no bar, com uma garrafa de cerveja na mão.

Noite
Neon Club
Festa
Tyler, Caitlin

_________________

Don't want to let you down...
...though this is all for you
avatar
Aidan Ackles
Fraternidade Omega
Fraternidade Omega

Mensagens : 34
Data de inscrição : 04/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: »» ALL NIGHT

Mensagem por Anthony Holtz em Seg Jun 30, 2014 9:29 pm


So have you got the guts?
O que ele poderia fazer com relação a aquela mulher? Anthony lutava para tomar o controle do seu próprio corpo enquanto Dennis sorria maliciosamente, passando os olhos por toda a extensão do corpo da loira, desde o braço que ainda segurava até os olhos azuis gélidos que lhe fuzilavam como mil metralhadoras. Se Anthony estivesse no controle, tremeria e voltaria para a sua cama, mas Dennis não era Anthony. Não, Dennis não se deixava temer aquele tipo de ameaça velada. Parece que temos uma lutadora aqui, Anthony. Pelo menos dessa vez você escolheu bem. Dennis... Deixe ela em paz. Você já vai sofrer com as consequências mesmo, pelo menos tente se divertir um pouco, bundão. "Você quer droga melhor do que você? Infla os peitos dos mais infantis e não é, nem de longe, benéfica para a saúde, cara Cat. Ah, você não tem noção do quão engraçado eu posso vir a ser.", sorriu, apertando aidna mais a mão envolta do seu braço, içando a mulher em sua direção. "Hilariante."

Deixou-a ir embora depois da mesma soltar blasfêmias contra ele, ainda com um sorriso psicótico na face. Você sabe o que você fez? Ela vai me largar agora!, Dennis escutou Anthony choramingar, ainda envolto pela prisão criada pela segunda personalidade, de longe bem mais forte que o verdadeiro dono daquele corpo. Cresça, almofadinha. Ela gosta desse tipo de coisa. Mulheres gostam disso, você é o único otário que ainda não percebeu isso. Eu te fiz um favor. E se ela fugir... Melhor. Nunca gostei da Ackles, de qualquer forma.

Cruzou os braços, ainda apreciando a loira rebolar com qualquer homem que visse, ignorando-o. Essa é a mulher que você ama, Holtz? Péssima escolha. Com um meio sorriso, Dennis virou as costas para a Ackles, como se o que ela estivesse fazendo fosse nada mais do que um disparate. A primeira vista de uma mulher gostosa, sorriu novamente, planejando o acerto de contas que Anthony jamais seria capaz de arquitetar. Observe e aprenda com o Mestre, Holtz.

Se aproximou da mulher desconhecida, chegando por trás e movendo seu quadril com o ritmo da música e depositando suas mãos grandes exatamente aonde ele esperava mexer. Encontrou o olhar com o da estudante de medicina, provendo-lhe olhares maliciosos enquanto a outra mulher se esfregava no seu próprio corpo e ele roçava suas partes íntimas com as dela, sentindo os suspiros e a pulsação acelerada da mesma ao beijar seu pescoço e morder sua orelha, sem tirar os olhos de Catlin, que a aquela altura já desistira de dançar.

Anthony encarara a situação embasbacado, sem saber o que fazer, e Dennis sorriu mais uma vez. Ele merecia aquele corpo, não aquele paspalho.
thanks rapture
Catlin, Erin
"Of trying to kiss you"
Neon Club
[/quote]

_________________

One cannot destroy the other half.




Copyright © 2012 McT all rights reserved.
avatar
Anthony Holtz
Fraternidade Pi Stigma
Fraternidade Pi Stigma

Mensagens : 96
Data de inscrição : 26/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: »» ALL NIGHT

Mensagem por Caitlin Ackles em Qui Jul 17, 2014 8:33 pm

It started with a whisper
TAG: Thony/Dennis, Erin
WORDS: 444.
NOTES: meio bosta.
Tinha alguma coisa errada com Anthony, por mais que ele fosse um cara estranho diariamente, Caitlin nunca havia visto ele agir assim. Ou ela estava bêbada a ponto de começar a imaginar Anthony agindo como um cretino.

Mas ignorou o pensamento quando outra de suas musicas favoritas começaram a  tocar. –Oh mon Dieu! Eu quero beijar esse DJ – Exclamei para qualquer um que estava ao seu lado, que gritou junto pouco entendendo o que a loira havia dito. Caitlin revirou os olhos e pegou um copo de bebida de um cara que dançava com ela, claramente se seu irmão estivesse olhando, surtaria por ficar aceitando bebida de estranhos, como se ele já não soubesse da irmã que tinha.

A francesa virou tudo de uma vez e sentiu seu corpo ser levado pelas outras pessoas que ... Parou de andar e continuou se movendo no ritmo da musica, sentindo seu sexto sentido sociopata ativar. Girou a cabeça até encontrar o que, bem, ela não sabia muito bem qual palavra poderia definir aquela cena.

- Huh, nojento... – Disse a loira voltando a se distrair com a musica, só que ela simplesmente não podia quebrar aquele olhar que Anthony mantinha com ela, era como um desafio. A loira riu e continuou dançando, sentindo alguns caras se juntarem a ela, aquilo tudo era um jogo e ela sabia muito bem o que tinha que fazer... Nada, ela não queria ele. Mas então por que ela continuava olhando naqueles olhos loucos de Anthony? Caitlin ergueu uma sobrancelha, chocada. Não, aquele ali não era o Anthony que ela conhecia.

Ela queria o seu antigo Anthony de volta, e ela queria agora!

Fez uma careta, ela não havia dito aquilo em voz alta, então ela podia conviver com isso.

Quando deu por si, ela estava cara a cara com o moreno, que sorria maldosamente para ela, parecia que havia ganhado uma aposta. A francesa franziu a testa e deu um empurrão na garota que estava esfregando a bunda em Anthony, a garota pareceu ofendida, e se ela quisesse, Caitlin socaria a cara dela tranquilamente.

Na verdade ela socaria qualquer um naquele lugar sem o menor problema.  Principalmente o que estava a sua frente.
E foi isso o que ela fez.

- Não me segura, seu cretino – Berrou quando não conseguiu acertar em cheio no rosto do moreno, sorte a dele, pensou Cat, quando estava sóbria ela conseguia dar conta de dois dele. – O que você fez com o Anthony? QUEM É VOCÊ? – Disse apontando o dedo na cara do moreno. – Você é algum tipo de bête? Um demônio que possuiu ele? Porque eu vou te falar uma coisa, esse não é você! – Franziu a testa, repetindo internamente o que havia dito, e se isso fazia algum sentido. Deu mais um tapa antes de ouvir qualquer coisa que viesse da boca de Anthony. Na verdade ela estava bêbada quando pulou em cima de Anthony exigindo seus direitos,  dos quais não possuía, algo do tipo.

Tudo o que ela sabia é que aquilo não estava nos seus planos, nada disso.
♥ TY SARA!


_________________

Livin la dolce vita
Life couldn't get much sweeter Don't you give me a reason That it's not the right season
avatar
Caitlin Ackles
Fraternidade Kappa
Fraternidade Kappa

Mensagens : 251
Data de inscrição : 05/12/2012

Perfil Universitário
Apelido: Cait
Idade: 21 anos
Curso: Medicina

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: »» ALL NIGHT

Mensagem por Abbigail Adler em Ter Jul 22, 2014 6:53 pm



NoitePeríodo
Neon ClubLugar
IssoVestindo:

Definitivamente seus dias de felicidade na Yale University estavam contados. Sentiu um arrepio ruim percorrer todo seu corpo e gelar sua espinha ao ouvir aquela voz dizer ao garçom que a bebida que ela tomava era por conta dele. No começou achou que fosse apenas paranóia sua, como sempre era a 2 anos atrás. Mas o cheiro daquele perfume, e seu corpo lhe mandando alertas gritantes sobre aquela aproximação não a enganavam. Tyler Maddox, a última pessoa que Abbigail Adler gostaria de ver naquele momento, estava parado bem atrás dela.

Virou-se na direção dele, afinal precisava encará-lo, não tinha como simplesmente fingir que não ouvira. Então juntou toda a coragem que tudo o que havia ensaiado durante anos, para o cara de encontrá-lo um dia, e não demonstrou reação alguma. Porém quando lhe dirigiu a palavra, sua voz estava carregada de puro ódio.

- Posso pagar pelas minhas bebidas, Maddox! – levantou uma sobrancelha enquanto ele a cumprimentava – Pois é, se eu soubesse que estaria aqui, eu nunca teria vindo. – deu de ombros e virou-se para o bar, pedindo outra tequila - Afinal não vou em lugares onde pessoas como você frequentam.

Pegou a tequila que o garçom colocou a sua frente no balcão, virou e saiu dali com pressa. Afinal não queria mais conversar com ele. E sentia-se estúpida pela conversa que tivera. “Não frequentava os mesmo lugares que ele...” de onde ela tinha tirado isso? Do nervosismo só podia ser. Afinal sentia-se tremer dos pés a cabeça. E precisava disfarçar isso. Não lhe daria o gostinho de saber que ela ainda ficava nervosa na presença dele, mesmo que fosse por motivos diferentes de antigamente.
thanks rapture

_________________


Abbigail Louise Adler
I feel so close to you right now  

Spoiler:


avatar
Abbigail Adler
Fraternidade Kappa
Fraternidade Kappa

Mensagens : 332
Data de inscrição : 25/12/2012

Perfil Universitário
Apelido: Abby
Idade: 22 anos
Curso: Jornalismo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: »» ALL NIGHT

Mensagem por Tyler Young em Qui Jul 24, 2014 11:34 pm

Break out! Break out!
         
WHEN YOU SEE ME COMING,
THEN YOU KNOW

 

 
O apito toca, indicando que o trem havia chegado em mais uma parada. Desta vez a minha parada. New Heaven. Havia uma semana que estava fazendo um tour pelas linhas férreas para um trabalho que valeria uma parte significativa da minha nota. Me desliguei de mim essa semana, fazendo apenas o que precisava para ter as melhores imagens e agora precisava voltar a ser eu, uma noite na Neon poderia fazer maravilhas, com certeza...
Joguei a mochila sobre a cama do meu quarto, despi-me sem me importar com as persianas abertas e revirei as gavetas em busca de algo que não estivesse sujo. Anotação mental: levar roupas para a lavanderia antes de ter que usar sacos de batata para ir às aulas. Um banho rápido foi suficiente para tirar o cheiro de trem da pele. Duas borrifadas de um perfume doce qualquer e estava pronto para sair.
Filas... Argh. Filas não são o meu forte, mas para minha sorte o segurança de hoje é um conhecido meu e passo direto, recebendo olhares furiosos de vários que aguardavam ali.
A explosão de cores, sons e cheiros atinge-me assim que ultrapasso as portas. Aquele ambiente é muito familiar e, ouso dizer, aconchegante. Gosto dali pois você pode ser quem quiser durante uma noite e depois dizer que estava bêbado demais pra lembrar; pode ser você mesmo, fugindo de uma realidade que não lhe faz bem.
Aquela noite estava especialmente movimentada, de relance vejo inúmeros alunos dos mais variados cursos e fraternidades, incluindo um esquisito do Pi Stigma. Mas não era ele o foco da minha atenção.
Atravessando o mar de corpos, forcei meu caminho até o bar onde uma bela morena parecia prestes a dar um soco em alguém. Uma olhada ao redor e reparo em um cara ao lado dela, eu poderia estar errado, mas não era a primeira vez que se falavam e ele que estava provocando aquilo. O rosto dela demonstrava indiferença, mas os olhos brilhavam como chamar do Tártaro, prestes a condenar uma alma pela eternidade. A minha já estava condenada, eu não tinha nada a perder e me aproximei.
- Hey! - Desvio o olhar para o cara por um instante e volto, sorrindo para a garota. - Sou Tyler. Quer ir pra um lugar menos barulhento, conversar um pouco... - Apesar de aquela ser a abordagem mais patética do mundo, era também a mais honesta, deixando claro que eu estava interessado e sem subestimá-la. De longe era visível que ela não era garota para ser subestimada. Além de que dali eu sairia ganhando de qualquer maneira, tanto o amor quanto a guerra são companheiros antigos e muito apreciados por mim.









_________________
avatar
Tyler Young
Fraternidade Sigma
Fraternidade Sigma

Mensagens : 6
Data de inscrição : 30/05/2014
Idade : 25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: »» ALL NIGHT

Mensagem por Laurel McAdams em Sex Out 17, 2014 1:28 pm


❝I've got nothing left to lose

Laurel não era muito do tipo de se enturmar com as outras pessoas, não era muito fã de contato físico com os demais; não que ela fosse como aqueles nerds sem cura da Pi Sigma, porém, ela não poderia não comparecer a aquele evento. Afinal de contas, era de uma festa que se tratava e quando se fala "festa" para Laurel, duas palavrinhas pairam em sua cabeça: open bar.

Mas é claro que ao se tratar da jovem, não era apenas a bebida que a atraia para algum lugar. Porém, o que ela poderia fazer para evitar o vício? Ela precisava dele para se entorpecer, para não sentir, e ai de quem se metesse em seu caminho e lhe dissesse o que poderia ou não fazer.

Pff. Pensar isso lhe trazia mais duas malditas palavras para a sua cabeça: Aidan Ackles. Blé! Quem aquele otário achava que era afinal de contas? Ficar se intrometendo na vida da loira, querendo decidir o que ela poderia ou não fazer. Como se fosse o seu pai ou algo assim. Como se ela tivesse algum pai, ou até mesmo mãe, para falar para a garota o que estava ou não proibido. Ele era tão irritante que as vezes (na maioria das vezes que se esbarravam pela Yale) Laurel realmente queria socá-lo.

E olha que a garota era totalmente da paz. E não pense nisso apenas por causa de uma e erva ou outra que a garota usava. Veja só, tudo o que ela usava era orgânico, e coisas orgânicas não são prejudiciais, logo, não havia porque aquele idiota ficar querendo comandar a vida de Laurel.

Mas chega de pensar naquele mané. Porque ela estava pensando nele para início de conversa? Oh, ela o odiava! E odiava mais ainda aquele ar de salvador da pátria que ele tinha. Ela por acaso precisava de algum super heroi? Ela sabia que esse tipo de coisa não existia e não estava pedindo por socorro pra ninguém.

Ok, hora de mudar o rumo dos pensamentos! E com um sorriso nos lábios foi se arrumar. Como ela amava aquela vida meio sexo, droga, bebida e rock! E como amava as festas na Neon Club!

E lá estava ela, em mais uma festa e indo direto para o balcão do bar, pronta para fazer o que fazia de melhor. Não se preocupava em contar quantos copos já tinha virado e nem em quantos mais ia virar, isso não era um grande problema para ela.

Laurel revessava entre a pista de dança e o bar, indo e vindo toda hora. Pulava, gritava e dançava entre a multidão, seu corpo estava suado e não se importava, se importava menos ainda com a fumaça a sua volta. Mas resolveu que estava na hora de mais uma bebida. Estava um pouco difícil de sair dali, com tanta gente com menos noção ainda do que ela, mas com algumas cotoveladas e chutes ela conseguiu chegar aonde queria.

Sua chegada foi um pouco vergonhosa. Quase caíra no colo de um dos caras que estava ali. Odiava esses bêbados que a empurravam aonde ela não queria. Porque nunca a levavam para fumar ou algo do tipo? Ah não, era melhor jogá-la para um desconhecido. Bêbados malditos! Mas que se dane também, não conseguia reconhecer ninguém, sua visão começava a ficar turva e sua cabeça estava leve demais.
Copyright JAYBIRD © 2013


_________________


Laurel McAdams

I've been a bad girl, I've been careless with a delicate man and it's a sad world when a girl can break a boy just because she can

Thanks Queen P.
avatar
Laurel McAdams
Fraternidade Delta
Fraternidade Delta

Mensagens : 85
Data de inscrição : 11/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: »» ALL NIGHT

Mensagem por Aidan Ackles em Ter Nov 04, 2014 4:45 pm

The Desolation of Life

I'll keep all of our secrets




Teria sido melhor ter ficado em seu quarto na fraternidade, vendo um filme, do que ter saído de casa para ir a uma festa e ver sua irmã mais nova beijando alguns caras que ele nem conhecia, ou bebendo como se fosse um homem, ou então o fato de Tyler tê-lo deixado sozinho. Mas isso sempre acontecia então...Ele já estava acostumado.

No balcão do bar ele bebeu sozinho, pensando na vida, em um certo par de olhos azuis, sempre carregados de maquiagem preta. Aqueles olhos que o faziam abrir um sorriso, em qualquer hora de seu dia.

Olhou em volta, encostando as costas no balcão, enquanto bebia de seu whisky com gelo, viu Tyler se aproximar de uma garota morena que estava a poucos metros de distância. Olhou atentamente para ela e achou ter visto a melhor amiga da irmã, Abbigail Adler, mas não podia ser, podia? Mas ao julgar pela expressão aterrorizada, encantada e maravilhada de Tyler, com certeza era Abby.

Aidan sorriu da situação e voltou a dar um gole em sua bebida. Tinha pena do amigo em certo ponto, sabia que Abby ainda o odiava e que guardava um rancor profundo do rapaz, pelo menos era o que Caitlin dizia. Aquilo com certeza era o destino com humor negro perante o amigo.

E falando em humor negro, Aidan viu longos cabelos platinados e olhos cobertos de maquiagem negra encostar no balcão e pedir por uma bebida. Não sabia se era efeito do whisky, ou não, mas precisava se aproximar, por mais que a garota o afastasse de tantas maneiras. Deu um ultimo gole em seu colo, colocou-o no balão e aproximou-se dela, encostando-se ao seu lado. Quando ela ia levar o copo a boca, ele foi mais rápido e tirou o copo de suas delicadas mãos, com unhas pintadas de preto.

- Já não te disse que não deves beber? - olhou-a com reprovação, aquela noite Aidan se sentia diferente, mais ousado, com certeza era a bebida - Não te faz bem, pequena.

Disse aquilo como se fossem íntimos, e preparou-se para o pior, para os cachorros que Laurel McAdams soltaria nele. Deu um sorrido de canto, já que estava no inferno e já havia irritado o capeta, melhor abraçá-lo.

Noite
Neon Club
Festa
Laurel

_________________

Don't want to let you down...
...though this is all for you
avatar
Aidan Ackles
Fraternidade Omega
Fraternidade Omega

Mensagens : 34
Data de inscrição : 04/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: »» ALL NIGHT

Mensagem por Laurel McAdams em Ter Nov 04, 2014 5:47 pm


❝I've got nothing left to lose


A sua bedida finalmente havia chegado e quando estava a poucos segundos de saciar a sua sede e tomar um bom e longo gole, o copo foi tirado de suas mãos por alguém que obviamente não temia por sua vida nenhum poquinho e conhecia Laurel menos ainda.

Regra número um: Nunca tire o copo da mão de uma garota, ainda mais se ela está consciente e quer se embebedar.

Por mais que a voz que ouvia em meio a todo o barulho que a cercava fosse levemente familiar, não conseguia pensar em nenhum rosto para associar à voz. Ou realmente estava pra lá de Bagdá ou então aquela pessoa não tinha significado nenhum em sua vida para que a loira não conseguisse se lembrar.

Olhou para o homem que falava com ela e quis socá-lo muito. Pequena? Quem ele pensava que era para chamá-la assim? Com toda a certeza do mundo não tinha ido para a cama com ele, já deitara com caras com uns gostos... Meio sombrios, mas nenhum que queira morrer.

Regra número dois: Não finja ter intimidade com uma garota que não está a fim de você.

- Com licença? - Talvez, quem sabe, ele apenas estivesse bêbado também e a estava confundindo com uma garota qualquer que conhecia. Isso seria o melhor para a saúde e a vida dele.

Antes de cometer alguma loucura e ser presa, Laurel olhou-o fixamente. Ele tinha olhos claros e quanto mais o olhava, menos embaçado a imagem ficava e... - Puta que pariu! - Exclamou alto ao ver de quem se tratava. Sério mesmo? Olho para cima como se estivesse falando com Deus. Ou qualquer coisa superior que existisse.

De todas as pessoas do mundo, de todos os sete bilhões de idiotas do mundo, tinha que ser logo ele para ir incomodá-la? - E eu já não te disse pra não se meter em minha vida? - Desde quando eles eram amigos para ele falar o que ela podia ou não fazer? Desde quando eram amigos ao ponto dele poder colocar apelidinho nela.

Esticou o seu corpo em direção ao balcão para pegar mais o vez o copo, porém foi impedida mais uma vez por aquele sem noção. Ele pensava? Que só porque tinha aquele rostinho legal iria convencê-la? Ha! Até parece. Como se ela fosse fácil assim.

- Fala sério, Aidan! Me da a bebida! - Se estava sobre algum efeito do álcool, provavelmente já tinha passado tamanho era a sua raiva pela audácia daquele cara. Tentou roubar a bebida dele, mas mesmo sendo alta e estando de salto, ele ainda conseguia ser maior que ela e isso era tremendamente frustrante.

Mas resolveu parar e deixar a bebida pra lá ao ver que tinha se aproximado de mais e que seus corpos estavam colados bem mais do que o recomendado para a saúde.

Jogou os cabelos para trás e lhe deu as costas. - Quer saber? Foda-se! Enfie esse copo onde você quiser. Você deve ser do tipo que gosta de papeis invertidos. - De onde havia saído aquela loucura? Da falta de papas na língua de Laurel, com toda a certeza do universo. Se ela estava se importando? Claro que não. Estavam em um lugar público e ele não era psicopata a ponto de levantar a mão para ela. Testemunhas é o que não iria faltar.
Copyright JAYBIRD © 2013


_________________


Laurel McAdams

I've been a bad girl, I've been careless with a delicate man and it's a sad world when a girl can break a boy just because she can

Thanks Queen P.
avatar
Laurel McAdams
Fraternidade Delta
Fraternidade Delta

Mensagens : 85
Data de inscrição : 11/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: »» ALL NIGHT

Mensagem por Aidan Ackles em Qui Nov 06, 2014 4:04 pm

The Desolation of Life

I'll keep all of our secrets




O sorriso estampado no rosto de Aidan era de pura diversão. Ele estava achando engraçado ver Laurel tão irritada, o que acontecia com a garota quase todo o tempo. Não entendia como alguém com um rosto de traços delicados poderia conter tanta raiva. E era isso que o intrigava, que o instigava a continuar no pé dela. Ela era como um mapa do tesouro para um menino de 8 anos, curioso, e Aidan queria saber quais segredos ela escondia.

Riu abertamente quando a garota lhe alfinetou dizendo que ele gostava de ter os papeis invertidos. Tanta raiva reprimido...Ele com certeza mexia com ela, o que o instigou ainda mais a provocá-la. Fazendo-o aproximar-se dela, encostar seu corpo no da garota e sussurrar delicadamente, próximo a sua orelha descoberta pelos longos cabelos platinados.

- Gosto é? - disse em uma voz rouca e carregada de sotaque - Tem certeza que sou eu que gosto de ser, digamos...- ele aproximou-se ainda mais dela, puxando contra seu corpo, um um leve toque de selvageria - de ser mandado?

Ela poderia entender como bem quisesse. No sentido literal da palavra mandado, no sentido de ser mandado na cama, submisso. Pra ele tanto fazia como ela entenderia, o que importava era sentir o corpo quente dela contra o seu, tão próximo.

Aidan sempre fora um cavalheiro, doce, compreensivo, o namorado perfeito que todas as mães desejavam para suas filhas. Mas só Deus sabia o que Laurel fazia com sua cabeça, e com outras partes de seu corpo. Ela arrancava o pior dele, seu lado mais selvagem, que queria possuí-la por inteiro.


Noite
Neon Club
Festa
Laurel

_________________

Don't want to let you down...
...though this is all for you
avatar
Aidan Ackles
Fraternidade Omega
Fraternidade Omega

Mensagens : 34
Data de inscrição : 04/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: »» ALL NIGHT

Mensagem por Laurel McAdams em Qui Nov 06, 2014 4:35 pm


❝I've got nothing left to lose


Foi inevitável. A sua boca ficou escancarada e Laurel provavlemente estava parecendo uma garota retardada, mas não havia como evitar. Estava extremamente surpresa com as palavras dele. Ele sempre tentara ser legal, nas poucas vezes em que ele falara com ela (porque ela com certeza não ia falar com ele).. Ele fora gentil.

O que o ácool não fazia com as pessoas, hein? A loira até chegou a levantar sua mão para dar uma boa bofetada nele, contudo, o que ganharia com isso? Batê-lo só o iria incitar ainda mais, seria como combustível para ele e ele já estava a todo gás sem ela o estimulando.

Abaixou sua mão e respirou fundo. Merda! Era tão difícil manter-se sã e concentrada num momento daquele. E o pior é que não sabia se estava sentindo-se perdida pela ousadia dele ou pelo contato em sua pele.

Jamais imaginara que resistir a Aidan seria tão difícil assim.

- Para o seu bem, Ackles, eu espero que você não esteja insinuando NADA com essa frase. - Onde estava Ashton para ajudá-la com aquela situação? Ah, claro. Provavelmente deveria estar escondido em algum lugar se drogando. E Beatrice? Bem, provavelmente estaria fazendo ou mesmo, ou então estaria agarrada no pescoço de um cara por aí.

Suspirou. Era uma merda não ter nenhum amigo para poder fugir dos braços daquele homem.

- E você já pode tirar essas patas imundas de mim! - Se esquivar dele era complicado, ainda mais quando ele tinha muito mais força bruta do que ela e poderia prendê-la ali facilmente por quanto tempo quisesse. - Porque você não vai atrás de uma garota da Kappa? Elas são tão fáceis! Faça um favor para nós dois: não perca seu tempo comigo. - Porque ele não entendia que ela não valia a pena o sacrifício? Ela já estava quebrada. Fora danificada há muito tempo e não tinha mais concerto.
Copyright JAYBIRD © 2013


_________________


Laurel McAdams

I've been a bad girl, I've been careless with a delicate man and it's a sad world when a girl can break a boy just because she can

Thanks Queen P.
avatar
Laurel McAdams
Fraternidade Delta
Fraternidade Delta

Mensagens : 85
Data de inscrição : 11/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: »» ALL NIGHT

Mensagem por Aidan Ackles em Sab Nov 08, 2014 5:31 pm

The Desolation of Life

I'll keep all of our secrets




Aidan estava se divertindo a cada segundo que passava com Laurel, principalmente quando ela estava em seus braços. Não podia e nem queria negar que ele a queria ali sempre, mas ela era difícil demais para simplesmente ser conquistada. Precisava admitir que estava agindo diferente com ela aquela noite, mas ele não estava bêbado, não estava sobre o efeito do álcool, afinal, só havia bebido um copo de whisky, e ele não era fraco para bebidas. Podia sim, estar um pouco mais corajoso, mas não bêbado.

Ela afastou-se dele, virou-se para encará-lo e levantou a mão para provavelmente dar-lhe uma bofetada, e se ela o fizesse ele sabia que merecia, mas não desistiria dela. Então para sua surpresa ela abaixou a mão e continuou encarando-o.

E apesar se tudo isso, ele ainda continuava com as mãos em sua cintura. A voz dela estava contida, por mais que ela falasse alto por causa da musica, estava cautelosa. Ele riu quando ela disse que era melhor que ele não estivesse insinuando nada. Na verdade ele estava, mas ele não era do tipo que a forçaria a nada, por mais que estivesse mais corajoso hoje, ele ainda era um cavalheiro. Soltou-a delicadamente, mantendo a proximidade entre eles.

- Não estou insinuando a menos que queria isso- disse ele com um sorriso no canto dos lábios.

Seu olhar se tornou feroz, havia fogo por trás deles, um fogo que atraia Aidan, um fogo na qual ele queria se queimar. Algo que ele queria tocar. Algo que ele queria beijar. Mas manteve-se firma no chão, sem avançar mais nenhum passo, se é que isso era possível.

- Pelo visto, você está tão tendada a ficar que não percebeu que não estou com as mão em você, love - disse ele com seu sotaque, inclinando a cabeça para o lado - E não tenho interesse em nenhuma Kappa, nem Alpha, ou qualquer outra...

"...Que não seja você". Mas isso ele deixou apenas em seu pensamento. Olhou para ela, profundamente, como se quisesse ver o que havia em sua alma. Havia muito ali para descobrir, e ele queria desvendá-la por completo. E por era impossível não notar que ela retribuía seu olhar, alternando entre seus olhos e seus lábios. E quando os olhos dela caiam sob seus lábios, ela demorava alguns longos segundos, o que deixava Aidan louco.

- Quer saber? - disse ele tomando, finalmente, uma decisão - Foda-se!

Ele deixou um palavrão escapar de seus lábios, antes que eles estivessem colados no da loira a sua frente. Ele segurava seu rosto, delicadamente, entre as mãos, e sabia que ela queria isso tanto quanto ele, a prova era que ela não o afastava, muito pelo contrário, ela entreabriu levemente os lábios, dando passagem para a língua urgente dele, que quando tocou na dela, pareciam que fogos de artificio haviam estourado lá fora, e nada mais existia além deles.

Noite
Neon Club
Festa
Laurel

_________________

Don't want to let you down...
...though this is all for you
avatar
Aidan Ackles
Fraternidade Omega
Fraternidade Omega

Mensagens : 34
Data de inscrição : 04/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: »» ALL NIGHT

Mensagem por Laurel McAdams em Qui Nov 20, 2014 5:55 pm


❝I've got nothing left to lose


Sabe quando dizem para você ter cuidado com o fogo porque ele podia queimar? Bem, aquilo não acontecia apenas do modo real. Sim, o fogo iria queimar a sua pele. Ele era quente e iria te derreter. Só que existe um tipo de você que você não e nem te derrete, que não doi, mas te queima do mesmo jeito e faz você se sentir hiperventilando.

Laurel estava sentindo esse outro tipo de fogo. Sabia que suas bochechas deveriam estar escarlate e isso era ainda mais vergonhoso. Desde quando era uma menininha frágil e indefesa que se intimidava com alguma presença masculina?

Aidan era... Algo complicado de se lidar e entender. Literalmente.

- URGHHH! - Gritou. Frustrada e irritada. Porque não tinha batido nele mesmo? Ah, claro. Porque ela era uma idiota! Deveria ter uma carteirinha sobre as idiotas e primeira carteirinha seria feita especialmente para a Laurel. Quem sabe assim não deixasse de ser tão tapada. Talvez ela pedisse isso para o Papai Noel esse ano. Deixar de ser trouxa, obrigada.

- Não quero nada de você! - Ela iria socar aquele murro. - Na verdade, quero sim. Quero distância!

Mas é claro que vindo do inconveniente Aidan Ackless, não foi distância o que a garota dos cabelos platinados obteve. Ah não, foi totalmente o oposto que ele fez. Ele fez com que seus corpos ficassem ainda mais juntos e muito, muito pior que isso. Ele a beijou.

Ele havia tido uma grande e incontrolável vontade suicida e acabou beijando Laurel. E ela estava louca e possessa com isso! Quem ele achava que ela era? As vadias com quem ele estava acostumado? Ah, não! Ela era Laurel Bermanelli McAdams! E por mais que fosse da Delta, e por mais que tivesse seus vícios totalmente prejudiciais a saúde, ela era uma garota inteligente.

Ao menos era, quando não estava sob efeito das drogas. Ou do alcool.

Mas voltando ao que realmente interessava: o beijo. Não que Laurel estivesse minimamente interessada em beijá-lo, porque não estava nenhum pouco, e não que o beijo dele era interessante, porque não era. E o sotaque dele também não a interessava. Nem aqueles lábios carnudos. Nem o modo como as palavras soavam quando saia dele. Nada disso a interessava. Nada! E é de suma importância deixar isso claro.

De qualquer forma... Laurel ficou surpresa demais com o beijo e não conseguiu afastá-lo. Sabe aquela música da Katy Perry que diz "Baby, you're a firework; come on, let your colors burst. Make 'em go, "Ah, ah, ah!". You're gonna leave them all in "awe, awe, awe" Pois é. Era assim que ela se sentia. Fazendo aewe awe awe de tanta surpresa. Que merda.

Ele, com toda a sua arrogância, provavelmente estaria achando que era aquilo que ela queria. Pfff. Quem queria ser beijada por Aidan, afinal de contas? Mas sabia que dizer a ele que fora pega de surpresa e apenas por isso não o afastara não iria resolver em nada, por isso... Bem, por isso ela retribuiu.

Lembrando que ela não queria aquilo. Laurel dizia a cada milésimo de segundo para si mesmo que não queria aquilo e que estava sendo forçada. Pensar assim aliviada um pouco da culpa que sentia.

E como dizem... Quem tá na chuva é pra se molhar. Ou nesse caso, quem tá no fogo é pra se queimar. E talvez, ela preferisse se queimar em um lugar onde apenas os dois estivessem.

ENCERRADO
Copyright JAYBIRD © 2013


_________________


Laurel McAdams

I've been a bad girl, I've been careless with a delicate man and it's a sad world when a girl can break a boy just because she can

Thanks Queen P.
avatar
Laurel McAdams
Fraternidade Delta
Fraternidade Delta

Mensagens : 85
Data de inscrição : 11/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: »» ALL NIGHT

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum