{This is gonna take me down}

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

{This is gonna take me down}

Mensagem por Abbigail Adler em Sab Nov 22, 2014 8:47 pm


DADOS DA RP
RP FECHADA

Aidan and Laurel <3

TAGGS: NOITE. FRATERNIDADE DELTA. ABRIL. PRIMAVERA.

Haru™ Sourcecode


Última edição por Abbigail Adler em Qua Nov 26, 2014 6:56 pm, editado 1 vez(es)

_________________


Abbigail Louise Adler
I feel so close to you right now  

Spoiler:


avatar
Abbigail Adler
Fraternidade Kappa
Fraternidade Kappa

Mensagens : 332
Data de inscrição : 25/12/2012

Perfil Universitário
Apelido: Abby
Idade: 22 anos
Curso: Jornalismo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {This is gonna take me down}

Mensagem por Aidan Ackles em Sab Nov 22, 2014 8:48 pm

The Desolation of Life

I'll keep all of our secrets





Quando o ar finalmente lhes faltou, Aidan se afastou minimamente da loira, apenas para olhar nos olhos. Estava preparado para o belo tapa que levaria dela. Mas, novamente, nada veio. Tentou descifrar o que se passava por trás daqueles olhos azuis dela, porém foi em vão, só viu confusão, duvida a drogas ali.

Talvez aquele não tivesse sido o melhor momento para terem seu primeiro beijo, mas provavelmente ela não se lembraria no dia seguinte, então poderiam ter seu primeiro beijo de novo. O lado direito de seus lábios se ergueram minimamente com a expressão atordoada no rosto dela.

Era nítido sua confusão interna, sabia que ela queria odiá-lo, bater nele, xingá-lo, mas ao mesmo tempo ela estava surpresa e podia até mesmo dizer que ela havia gostado, nem que fosse um pouquinho. Outra coisa nítida nela era que a noite havia acabado. Ela estava sob o efeito de drogas, quaisquer que fossem elas, álcool ou algum outro entorpecente. Precisava ir pra casa e ele não podia deixar que ela fosse sozinha.

Sem tirar seus braços da cintura fina da garota que havia acabado de beijar, Aidan levou-a para o estacionamento, e em seguida para seu carro. Colocou a garota sentada no banco do passageiro e afivelou o sinto. Ela reclamava, é claro, mas também não impedia-o pre prosseguir. Entrou no carro e deu partida, levando-a direto para a fraternidade dela, a delta.

E assim que chegaram, ele a levou para dentro. A porta da frente estava aberta, é claro, ele eram muito desleixados para trancá-la. Sempre com ambas as mãos na cintura de Laurel, ele pediu que ela o guiasse até o quarto da moça, e ela o fez sem questionar. E assim que entraram, ele ficou um pouco surpreso, não era nada como ele esperava. Na verdade ele não sabia o que esperar, mas paredes brancas, cortinas rosa bebê, e tons pasteis espalhados por todo canto do cômodo estava longe de se parecer com a garota.

Talvez esperasse por algo mais escuro. E então notou que aquele quarto era como o interior de Laurel, que por fora ela podia ser obscura, dark e se vestir como tal, mas por dentro ela era clara, pura. Ela estava sempre usando uma mascara para que ninguém enxergasse seu interior, mas era tarde demais, Aidan já havia visto. E já estava apaixonado.

Sentou a garota na cama, que estava completamente sob o efeito de seus entorpecentes. Fechou a porta, abriu o guarda-roupas dela, atras de um pijama e quando o encontrou, colocou nas mãos dela para que ela se vestisse. Levou-a para o banheiro do quarto, a fim de que ela tivesse mais privacidade e fechou a porta. Alguns minutos depois, Laurel voltou de cara limpa, pijama trocado e banho tomado.

Sua cama já estava feita, por Aidan, então tudo o que ela precisava fazer era se deitar, mas o que ela fez foi totalmente diferente. Caminhou até ele, e surpreendeu-o, novamente, beijando-o. Um beijo que ele prontamente correspondeu e por mais que ele quisesse respeitá-la por estar embriagada, o fogo dentro deles ardiam, fazendo-o esquecer-se de qualquer coisa.

Andou com a garota pelo quarto, sem saber em que direção iam, até as pernas dela encostarem-se na cama, e ela cair deitada, com ele por cima dela, sem que seus lábios urgentes se desgrudassem. Ele realmente não queria dar um passo que ela fosse se arrepender depois e querer matá-lo, mas estava difícil se controlar com aquela garota.
E quando ela mordeu levemente os lábios de Aidan, ele gemeu contra sua boca.

- Laurel - chamou-a tentando recobrar a consciência.



Noite
Neon Club
Festa
Laurel

_________________

Don't want to let you down...
...though this is all for you
avatar
Aidan Ackles
Fraternidade Omega
Fraternidade Omega

Mensagens : 34
Data de inscrição : 04/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {This is gonna take me down}

Mensagem por Laurel McAdams em Qua Nov 26, 2014 5:24 pm


❝Just tonight it's all because of you


Não iria lhe dar o gostinho de saber que ela havia gostado do beijo dele. Na verdade, ela havia amado ter aquela boca contra a sua e isso era um verdadeiro e tremendo e gigantesco sinal de alerta em sua cabeça. Aidan Ackles era um verdadeiro perigo para Laurel, e quanto mais longe o mantesse de si, mais segura estaria. Ele a tirava do eixo, a fazia se questionar sobre coisas banais como: porque ele tinha que mexer com ela dessa forma? Porque ele insistia tanto? Porque ele tinha que ser tão chato? Porque ele fazia isso com ela?

Segura talvez não fosse o termo certo. Deixara de viver num mundo seguro há muito tempo. Às vezes até mesmo se esquecia de onde estava e o que fazia tamanha a confusão que seus pensamentos ficavam por causa de seus entorpecentes. Mas isso não a incomodava. Nunca incomodou.

Só que naquela noite ela estava cansada de odiá-lo. Odiá-lo fazia Laurel gastar muita energia e estava cansada demais para se esforçar assim. Por isso quando ele a tirou da Neon CLub, ela não protestou. Talvez fosse melhor mesmo sair de lá e respirar ao menos um pouquinho de ar puro.

Porém, mesmo estando tão cansada, não conseguia não reclamar dele. Era como se fosse uma força sobrenatural que a obrigava reclamar dele, colocar defeitos e questionar tudo o que ele fazia. No fundo sabia por que o tratava assim. Queria afastá-lo. Lá no fundo, mas bem lá no fundo, Laurel sabia que ele era um bom homem e por isso merecia alguém melhor. Não era justo fazê-lo perder tempo com alguém não tinha mais concerto.

Sem falar que não queria ser apenas mais uma. Mesmo que jamais fosse admitir isso em voz alta, ele era lindo. Muito lindo. Completamente lindo. E tinha um sotaque incrível. E um beijo delicioso. Havia dezenas de garotas na Yale loucas por ele, e sabe-se lá quantas já não foram usadas por ele.

Odiou-o ainda mais por tê-la levado até a Delta. Não queria que ele entrasse em seu mundo, não queria que ele tentasse desvendá-la ainda mais. Isso era inconveniente e fazia Laurel sentir-se desconfortável. Porém ele tinha mais força bruta do que ela, e mesmo com todas as tentativas de para afastá-lo, ele sempre estava ali.

Quem sabe ele fosse louco.

Bufou irritada com toda a invasão, mas apenas respirou fundo e tomou o seu banho. Não queria tirar a maquiagem com ele ali, não queria que ninguém a visse tão... Limpa. Mas não iria dormir com toda aquela sombra, não tinha interesse algum em acordar como um verdadeiro panda.

Durante todo o banho Laurel pensou e pensou. Em como havia parado ali. Não na Yale, mas com Aidan em seu quarto, após terem se beijado. É como dizem... Tá na chuva é pra se molhar.

E ao menos uma noite queria ser completamente irresponsável, sem se importar com as consequências, que se danasse as consequências. Fuck it all!

Por isso, quando saiu do banho, não foi direto para a cama deitar e dormir. Não. Ela partiu para cima dela, mesmo sabendo que essa era pior atitude em toda a sua vida. O melhor de tudo é que havia bebido e fumado alguns cigarros, então no dia seguinte, ela estaria absolvida.

E quem sabe quando tudo isso acabasse, ela até escreva uma música sobre eles. Ela já até conseguia pensar na letra. Do you understand who I am? Do you wanna know? Can you really see through me? Now I have got to go.

Mas antes que acabasse, antes que a noite realmente acabasse, Laurel o beijava com todo o ardor, com toda a paixão que tinha em seu peito e não se importava se ele a chamava querendo repreendê-la. Que se danasse a lógica. Iria fazer uma coisa que não tinha volta, mas naquele momento era o que queria. Mesmo com sua mente gritando que não.

Suas mãos vagavam pelo corpo de Aidan, sentindo-o cada vez mais perto, cada vez mais entregue e isso apenas a incitava mais.

Mas antes que as coisas realmente pudessem ficar interessantes, Laurel caiu. Capotou. Desmaiou. É, beber em excesso era uma droga.
Copyright JAYBIRD © 2013



Última edição por Laurel McAdams em Ter Jan 13, 2015 12:04 pm, editado 1 vez(es)

_________________


Laurel McAdams

I've been a bad girl, I've been careless with a delicate man and it's a sad world when a girl can break a boy just because she can

Thanks Queen P.
avatar
Laurel McAdams
Fraternidade Delta
Fraternidade Delta

Mensagens : 85
Data de inscrição : 11/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {This is gonna take me down}

Mensagem por Aidan Ackles em Sab Dez 20, 2014 9:19 pm

The Desolation of Life

I'll keep all of our secrets





Tinha tudo o que sempre sonhou nas palmas se suas mãos. Laurel o beijava por vontade própria, e o incitava ao precipício. Mas, naquela noite, ela também estava completamente entregue a bebida. Não podia simplesmente aproveitar-se dela. Não daquela forma. Afinal, que tipo de cara ele era? Abominava aproveitadores, e ele seria um deles se continuasse com aquilo.

Então respirou fundo, reunindo toda a coragem e força de vontade que ainda existiam no mundo e interrompeu o beijo e afastou-se minimamente dela. E precisou utilizar um pouco de força para mantê-la no lugar, pois se ela chegasse mais perto, ele ia mandar toda a sua dignidade a merda e ia tomá-la para si, nem que fosse no chão do quarto dela, ou de pé apoiados conta a porta. Ele só precisava tê-la.

Olhou-a longamente, e os olhos cristalinos que o olhava de volta estavam turvos, provando que ele estava certo. Soltou o ar duramente, enquanto a pálida garota em seus braços começava a ficar em um tom esverdeado, e ele sabia o que viria a seguir.

Correu com ela para o banheiro, segurando seus longos cabelos platinados, enquanto ela colocava todo o álcool e drogas para fora de seu sistema. Droga! Ele estava fodidamente apaixonado por uma garota problema. O que iria fazer?

Quando teve certeza de que mais nada iria sair dela, levou-a até a pia, onde ela lavou a boa e o rosto e então, sem esperar por qualquer reação dela, passou o braço por debaixo de seus joelhos e suspendeu-a no ar com facilidade. Levou-a para a cama e a deitou. Não foi preciso esperar muito até que ela adormecesse. E então ele se viu em uma encruzilhada.

Não sabia se ficava e cuidava dela, ou se ia embora. Sabia o que viria na manhã seguinte, assim que ela acordasse, acabada de ressaca, gritos e ódio o atingiria com força. Mas por outro lado ele queria ficar, queria cuidar dela, observá-la dormir, velar seu sono.

Suspirou cansado, esfregou o rosto e então foi sentar-se em uma poltrona, próxima a cama da garota. Mas estava tão cansado que não demorou muito para também pegar no sono.


Noite
Neon Club
Festa
Laurel

_________________

Don't want to let you down...
...though this is all for you
avatar
Aidan Ackles
Fraternidade Omega
Fraternidade Omega

Mensagens : 34
Data de inscrição : 04/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {This is gonna take me down}

Mensagem por Laurel McAdams em Ter Jan 13, 2015 12:52 pm


❝Just tonight it's all because of you


A primeira coisa que soube quando acordou era: não sabia onde estava. E a segunda coisa que sabia é que tudo estava girando; o que é realmente irônico e sem fundamento, já que ela ainda estava com os olhos fechados e ainda assim sentia o lugar rodando a sua volta. Rolou onde estava ainda mantendo os olhos fechados e procurou pelo chão, ou a parede, o que fosse mais fácil de achar.

Enquanto rolava, quase caiu de onde estava (que percebeu ser uma cama) e colocou os seus pés no chão a fim de sentir que o mundo estava firme e não girando como aparentava em sua cabeça. Não sabia muito bem o porquê, sabia apenas que isso ajudava a diminuir a sua tontura. Era como sentir que a tontura era algo de sua cabeça.

- Ew! Minha cabeça! – Murmurou baixinho. Sabia que não adiantaria em nada dizer “Nunca mais vou beber” ou então “Vou diminuir com a bebida” porque sabia que tudo seria mentira e que na próxima festa iria beber a mesma quantia que sempre bebeu e iria aproveitar o quanto desse.

Ao menos ela era uma garota sincera com seus próprios pensamentos e não iria mentir para ela mesma. Jamais conseguiu entender porque algumas pessoas faziam esse tipo de coisa.

Quando sentiu que estava um pouco melhor e que já era seguro, abriu os seus olhos a fim de identificar onde estava. Sua visão estava um pouco embaçada e foi preciso piscar várias vezes para fazer tudo voltar ao seu devido lugar. Aos poucos reconheceu o lugar como sendo o seu quarto na universidade e tudo o que tinha era flashs da noite passada.

Santo pai! Estava com medo de se virar e descobrir que não estava ali sozinha. Por um lado queria estar sozinha, mesmo não se lembrando de como havia chegado ali e era assustador não se lembrar de todos os detalhes, por exemplo: como foi parar em seu quarto? E quando colocara o seu pijama? Já por outro lado, queria encontrar um rosto familiar e saber que estava bem e segura. Que ninguém havia feito nada com ela enquanto estava apagada.

A mulher havia parado de rezar há muitos anos, mas mesmo assim ela fez uma prece para qualquer santo ou ser benevolente que estivesse olhando por ela naquele exato momento. Não sabia ao certo o que pedir, por isso limitou-se a pedir que tudo estivesse bem e que nada de mal tenha acontecido com ela.

Respirou fundo e resolveu se levantar. E, bem, o que encontrou a deixou fora de eixo. Laurel não fazia o tipo de mulherzinha indefesa, mas impossível não gritar por uns cinco segundos. Logo tampou sua boca e olhou para os lados. Aquilo era uma pegadinha, certo? O pessoal da Delta tava tirando uma com a cara de Laurel apenas porque gostavam de fazer isso e ela não estava gostando nenhum pouco da brincadeira.

Seus músculos ficaram tensos quando viu o homem se mexer na poltrona em que estava sentado e sabe-se lá porque, fez a única coisa que pensou no momento. Jogou-se no chão a fim de que ele não a visse. Sim, algo completamente idiota, estúpido e infantil. E daí?

Com todo o cuidado do mundo, foi rastejando até o banheiro e se trancou lá dentro. Tentou abafar sua respiração com as mãos que estava ficando alta e fazia muito barulho. Ok. Como Aidan Ackles havia parado em seu quarto? Sentou-se o chão e abraçou suas pernas enquanto balançava o próprio corpo. Precisava se lembrar ou então iria tacar fogo no pessoal da Delta e também em Aidan, é claro.

Lembrava-se de terem se topado na festa e puta que pariu! Lembrava daquele beijo maldito! Como assim ela havia gostado? Oh, cara, ela com certeza estava muito bêbada para achar que havia sido bom. Sabia muito bem que se ele a beijasse sóbria... Ela jamais gostara do beijo. Ao menos era disso que tentava se convencer.

Sabia também que ele a tinha colocado dentro de um carro, mas provavelmente tinha dormido um pouco, porque só lembrava de já estar na Delta e depois estava tomando banho. O banho havia ajudado em seus pensamentos e isso era horrível. Porque sabia que havia atacado Aidan. E depois disso tudo era um borrão.

Provavelmente havia dormido mais uma vez e devia ter acordado várias vezes, pois só via borrões. Lembrava de ter estado no banheiro e de estar passando mal. Havia uma mão em seus cabelos e um gosto terrível em sua boca. Amargo. Depois sentiu a água e então estava levitando, ou voando, e por fim estava em algo macio. Que provavelmente era a sua cama.

Saber isso não melhorava em nada. Levantou-se e jogou mais água em seu rosto. Contou até trinta e saiu do banheiro, esperando que estivesse sozinha e gritou de novo quando viu que ainda tinha companhia e que essa companhia já estava acordada.

- Achei que havia desmaiado ali dentro. – HA HA HA HA! Como Aidan era engraçado. Nossa! Até parece que a loira saia desmaiando por aí.

Queria jogar alguma coisa nele para calá-lo, mas infelizmente não havia nada em seu alcance. Mesmo que ele tivesse aquela cara de preocupado, onde aparentemente dizia a verdade... Laurel continuava querendo jogar algo nele. Tipo suas roupas.

- Porque ainda ta aqui no meu quarto? – Cruzou os braços em frente ao seu corpo quando lembrou que não estava devidamente vestida. Sem falar sobre a maquiagem.

Copyright JAYBIRD © 2013


_________________


Laurel McAdams

I've been a bad girl, I've been careless with a delicate man and it's a sad world when a girl can break a boy just because she can

Thanks Queen P.
avatar
Laurel McAdams
Fraternidade Delta
Fraternidade Delta

Mensagens : 85
Data de inscrição : 11/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {This is gonna take me down}

Mensagem por Aidan Ackles em Qua Jan 14, 2015 6:21 pm

The Desolation of Life

I'll keep all of our secrets





Ouviu um grito, um pouco rouco, que o despertou. Deu um pulo e olhou em volta, para então ver que se encontrava no quarto de Laurel, mas ela não estava em sua cama. Contudo, não foi difícil localizá-la, já que a porta do banheiro abriu e fechou, e de onde estava pode notar uma cabeleira loira platinada adentrar o local, engatinhando.

Deixou um sorriso torto escapar por seus lábios, imaginou que ela não se lembraria de nada, e esse era justamente um dos motivos de ficar, certificar-se que ela lembraria da noite passada e ver sua reação. Só não pensava que a reação que ele causara a ela fosse tão divertida.

Espreguiçou-se e sentiu a coluna inteira doer, afinal, havia dormido na poltrona do quarto dela, e não em sua cama, como estava acostumado. Mas podia dizer que valera a pena, e por mais que gostaria de ter dormido na cama com ela, sabia que ela o odiaria na manhã seguinte.

Puxou uma almofada para seu colo por dois motivos: primeiro por ereções matinais, que por mais que lhe agradasse ter ereções com Laurel, tinha certeza que a garota não iria gostar disso naquele, ele precisava fazê-la querer; segundo para o caso dela decidir jogar-lhe alguma coisa, uma almofada era um bom escudo.

Ajeitou-se novamente na poltrona e esperou por ela, de forma tranquila, mas no fundo sentia-se um pouco nervoso. Afinal, se tratava DELA.

Concentrou-se a porta quando ela a abriu, porém, ela soltou um grito novamente, aquilo estava ficando cada vez melhor. Riu levemente e fez piada da situação, tentando quebrar o gelo, mas esqueceu-se que piadas não funcionavam com Laurel McAdams, ela então fez careta e lhe perguntou o que fazia ali. Rolou os olhos e deu de ombros.

- Porque não tinha onde dormir, sou sem teto, lembra? E sua poltrona parecia tão confortável e convidativa que decidi ficar - era impossível não fazer piada, ele estava de muito bom humor. Sentiu que estava seguro se livrar da almofada, então se levantou e aproximou-se dela. Seu olhar agora era sério - Fala sério né Laurel. Achou realmente que eu fosse embora depois da noite de ontem? Te deixar aqui no estado que estava?

Não tinha nem um pouco de acusação ou censura em seu tom de voz, ele soava mais como um apelo, devoção e um pouco de preocupação.

- Eu não podia te deixar, precisava saber se acordaria bem, ou se precisaria de mim durante a noite - então percebeu que ela mudou o peso de seu corpo para uma perna só, um pouco apreensiva, e ele sabia que estava assustando-a, precisaria ir um pouco mais devagar. - E bom, seus cabelos ficam ótimos em minhas mãos, ninguém segura eles melhor que eu, enquanto você coloca tudo o que bebeu para fora.

Piscou para ela e sorriu. Ele poderia estar louco, mas jurava ter vislumbrado um tímido sorriso nos lábios da garota.

Noite
Neon Club
Festa
Laurel

_________________

Don't want to let you down...
...though this is all for you
avatar
Aidan Ackles
Fraternidade Omega
Fraternidade Omega

Mensagens : 34
Data de inscrição : 04/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {This is gonna take me down}

Mensagem por Laurel McAdams em Sex Jan 16, 2015 8:21 pm


❝Just tonight it's all because of you



Sem teto? Claro, como se isso realmente fosse verdade. Essas ironias, piadinhas e vontade de ser engraçado só fazia com que a vontade assassina de Laurel aflorasse; ela poderia começar a virar uma serial killer ali mesmo e sua primeira vítima seria Aidan. Tá aí! Seria uma serial killer de homens como ele. Que fazem de tudo para seduzir alguém que não ser seduzido.

Ok. Esse não era o único problema dele. Havia também aquele sotaque que a tirava fora de sério, sem mencionar como ele sempre a chamava de “Love” naquela voz grossa, que juntamente com o sotaque era de matar. Pffff! Quem ele realmente acha que ela é? Desde quando ela lhe deu intimidade para chamá-la assim? Como se ela fosse uma dessas garotas com quem ele tava acostumado. Que ia chamando do que queria e que elas simplesmente deixavam porque era Aidan Ackles.

Contudo, de qualquer forma, porque ele estava fazendo gracinha mesmo? Laurel tinha certeza que deveria estar com uma expressão bem assassina, e mesmo assim ele continua com aquele humor impecável, como se nada no mundo o abalasse. Urgh! Onde estava o seu soco inglês? Se ao menos estivesse usando a sua sombra escura para lhe dar um ar mais perigoso, louco e selvagem!

Tá certo, ta certo. Ela precisava admitir, realmente tinha achado um pouquinho engraçado o que ele disse sobre o cabelo dela porque agora tudo fazia sentido. Fazia sentido a mão que ela tinha sentido em seus cabelos enquanto tinha aquele gosto ruim na boca que obviamente era vômito. Huummm. Bem, mesmo assim. Ela não era a Princesa Isabel para dar toda essa liberdade a ele.

- Pfff! – Tentou fazer pouco caso da situação. Na verdade, nem era nada demais. Quem naquela faculdade nunca tinha visto Laurel McAdams ficar bêbada e um pouco fora de si? Esse não era o evento do ano e nem a novidade do momento. – O que é que tem ontem a noite? Bebi mais do eu aguento, usei umas coisinhas aqui, fiz outras ali, coloquei essas coisinhas que ingeri pra fora...

Tentava falar como se estivesse comentando sobre o tempo com alguém (não que ela realmente fizesse isso com as outras pessoas, falar sobre o tempo, por que... na boa, que ser desocupado fica por aí comentando se vai chover ou se ta quente demais? Fala sério, ela tem mais o que fazer), a fim de fazer com que o assunto ficasse sem a mínima importância.

- Agora que já salvou o meu cabelo de ficar verde fluorescente e como também já sabe que to bem, que to viva, que to inteira e prooonta pra outra... – Falava enquanto ia até o seu guarda roupa e escolhia o que iria usar. Salto infelizmente estava fora de cogitação. Precisava dar um descanso para os seus pés ou então não aguentaria usá-los a noite caso houvesse alguma outra festa para ir. – Você já pode se retirar não é mesmo? – Forçou um sorriso para ele enquanto afastava rapidamente de onde estava.

Optou por uma calça jeans, uma blusa preta (obviamente, afinal se tratava de Laurel) e uma bota que ia até mais ou menos a metade de sua canela e sem salto. É. Não ficaria tão mal assim. Quando resolveu o que usar, pegou tudo, fechou as portas do guarda roupa e pulou de susto, gritando de novo e deixando todas as suas roupas caírem, juntamente com sua lingerie que estava no meio disso tudo.

- Porra! – Colocou a mão no coração enquanto estava que sua palpitação voltasse ao normal. – Eu vou precisar de que? De água benta pra te expulsar daqui? Saaaaaaai demônio! – Fez sinal da cruz com os dedos no mesmo momento que falava. – Eu pedi educadamente que se retirasse. E não costumo pedir nada educadamente.

Foi até a penteadeira onde estavam os seus apetrechos e sentou-se ma cadeira de estofado que havia em frente ao espelho e começou a se maquiar. – Sabe, uma hora ou outra você vai ter que sair. Porque, número um: você não é da Delta. Número dois: Você está me assediando. Número três: preciso trocar de roupa e não vou fazer isso com um voyer aqui. Bem, o número dois e três são bem parecidos, mas você sabe onde quero chegar.

Copyright JAYBIRD © 2013


_________________


Laurel McAdams

I've been a bad girl, I've been careless with a delicate man and it's a sad world when a girl can break a boy just because she can

Thanks Queen P.
avatar
Laurel McAdams
Fraternidade Delta
Fraternidade Delta

Mensagens : 85
Data de inscrição : 11/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {This is gonna take me down}

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum