Hey Teachers Leave Them Kids Alone!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Hey Teachers Leave Them Kids Alone!

Mensagem por Amelia Darcy em Qua Nov 26, 2014 4:41 pm


DADOS DA RP

RP Fechada

Amelia Darcy e Eadlyn Lance

TAGGS: Manhã. Sala de Cálculo. Maio. Primavera.

Haru™ Sourcecode

_________________
avatar
Amelia Darcy
Professores
Professores

Mensagens : 70
Data de inscrição : 23/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hey Teachers Leave Them Kids Alone!

Mensagem por Amelia Darcy em Qua Nov 26, 2014 4:50 pm



“Hey Teacher!”



- Srta. Lance, por favor, venha até aqui. Preciso falar com a senhorita.

Amelia a chamou entre os alunos que saiam de sua sala. Alguns alunos tinham saído muito mal no teste que ela aplicara, mas Eadlyn Lance tinha superado todos. Aluna do curso de teatro, a garota não parecia gostar muito de Cálculo ou se empenhar. Pelo menos era o que parecia à Amelia. Sentou em sua mesa e esperou a sala esvaziar para se dirigir à garota. Quando estava só as duas, levantou, tirou seus óculos e apoiou o corpo na mesa.

- Srta. Lance, precisamos conversar sobre sua nota. Está acontecendo algo que a está distraindo em minhas aulas ou a senhorita realmente não está se esforçando? Porque dependendo da reposta eu estarei disposta a ajudar.

Falou calma, porém firme. Não gostava de ver seus alunos irem mal e sempre tentava ajudar, mas quando via que o aluno não tinha interesse, deixava ele repetir a matéria sem nenhum arrependimento. Amelia era conhecida por ser uma professora linha dura, mas aqueles alunos que a conheciam bem, sabiam que ela podia ser generosa, se merecessem.


 Coded By @Lilah!

_________________
avatar
Amelia Darcy
Professores
Professores

Mensagens : 70
Data de inscrição : 23/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hey Teachers Leave Them Kids Alone!

Mensagem por Eadlyn Lance em Qua Nov 26, 2014 7:25 pm




Shake it off


Amelia Darcy estava a fulminando com o olhar desde que o sinal havia soado e ela sabia que isso não podia ser boa coisa. A professora estava com uma pilha de papéis em sua mesa, que só podiam ser os testes da semana passada, que ela não sabia responder uma vírgula, se ao menos houvesse vírgulas naquela prova medonha. Quando a Sra. Darcy a chamou ela pensou em fingir que não havia escutado, mas aquilo só faria com que a mulher erguesse a voz para ela e então as coisas ficariam mil vezes piores. Caminhou de cabeça baixa até a professora, que parecia confortável sem os óculos que usava durante a aula. – Sim, Sra. Darcy? Sou toda ouvidos.

Tentou ser simpática para amenizar a situação, mas tinha certeza que isso não seria de muita serventia. Por dentro, sentia-se como uma colegial levando bronca do professor. A loira foi direto ao ponto – e ela era exatamente do tipo que não perde tempo dando voltas – perguntando se havia motivo especial para que Eadlyn fosse tão mal em Cálculo. Uma série de mentiras passaram em sua mente, qualquer uma que não fosse tão vergonhosa quanto simplesmente admitir que era uma nulidade com os números, mas tudo que ela foi capaz de fazer foi encarar a professora por um tempo, antes de começar a gaguejar.

- Eu... eu.. b-bem, na verdade eu estive muito envolvida com alguns projetos recentemente – limpou a garganta antes de prosseguir. – Caso a senhora ainda não saiba, eu sou presidente de uma ONG voltada para mulheres, e isso tem me tomado muito, muito tempo.

Poderia explicar para Amelia todo o objetivo do movimento feminista, a necessidade de combate ao machismo, os inúmeros casos de violência contra mulheres do mundo todo, mas isso provavelmente levaria tempo. Meses, se dependesse de Eadlyn.
Percebeu que Amelia Darcy não tinha considerado sua justificativa boa o suficiente. Nesse caso, o que restava a ela era se desculpar. E implorar, talvez. – Me desculpe, Sra. Darcy. Eu prometo me esforçar mais, estudar no tempo livre, prestar atenção em cada detalhe do que falar em aula... Tem alguma coisa que eu possa fazer para recuperar essa nota? Talvez ajudá-la com a turma... Qualquer coisa! É só me falar! – Agora ela certamente parecia desesperada aos olhos da professora.

valeu @ carol!


_________________
You look like my next mistake
avatar
Eadlyn Lance
Fraternidade Kappa
Fraternidade Kappa

Mensagens : 62
Data de inscrição : 20/03/2014

Perfil Universitário
Apelido: drama queen
Idade: 20
Curso: Teatro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hey Teachers Leave Them Kids Alone!

Mensagem por Bennet Darcy em Qui Nov 27, 2014 2:38 pm



“Hey Teacher!”



Amelia ouviu a garota em silêncio e quando sua face mostrou a descrença naquela desculpa, a menina tratou logo em compensar o que havia tentado explicar, procurando alguma forma de melhorar a nota. A professora já tinha ouvido falar da ONG que Eadlyn Lance chefiava, pois era um tipo de professora que empenhava em saber tudo que podia da universidade ee também se interessava pelas causas que a ONG defendia. Sentia sempre que era seu dever saber de todos os eventos ali para não ser apenas uma professora de Cálculo, mas também um membro importante da equipe de ensino de Yale. Já tivera notícias da enorme dedicação de Lance para com a ONG. Sabia que ela podia ser brilhante naquilo que empenhava. Só queria que ela também pudesse mostrar esse talento em Cálculo.

- Srta. Lance eu sei do seu envolvimento na ONG e sei também que desempenha sua função com paixão e dedicação. Por que a senhorita também não tenta também usar um pouco dessa dedicação nas minhas aulas?

Tinha soado autoritária e exigente e vendo o semblante da menina, percebeu que não seria a abordagem correta. Eadlyn ao menos parecia doce e tranquila. Amelia não poderia tratá-la como tratava seus alunos preguiçosos e desinteressados. Teria que ter outra abordagem ali e tentar usar os talentos que ela tinha para que ela conseguisse passar em Cálculo.

- Lance – suavizou a expressão e coçou de leve a nuca – Olha, eu sou um tipo de professora que não se contenta com notas. Você tem que mostrar para mim que está aprendendo, se não você não terá chances de passar nem que tire um dez. – Desencostou da mesa e folheou alguns papeis até achar um em especial – Faça essa pesquisa para mim. Não é nada complexo. Apenas a História da Matemática. Quero que você entenda o que estamos fazendo aqui desde o início. Só assim vai começar a entender. Traga na próxima semana e se precisar de ajuda me procure. – Começou a juntar suas coisas e guardar dentro da pasta.



 Coded By @Lilah!
avatar
Bennet Darcy
Fraternidade Pi Stigma
Fraternidade Pi Stigma

Mensagens : 89
Data de inscrição : 16/11/2014

Perfil Universitário
Apelido: Benn
Idade: 21
Curso: Medicina

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hey Teachers Leave Them Kids Alone!

Mensagem por Eadlyn Lance em Sab Nov 29, 2014 8:52 pm




Shake it off


Como é que é?! História da Matemática? Ela preferia ter levado o esporro que sabia que levaria, mas em se tratando da Sra. Darcy, nada era tão previsível. Não queria nem pensar no tempo que levaria pra fazer um trabalho daquele tipo, tempo que ela não tinha disponível, por sinal. Comprimiu os lábios, impedindo-se de falar qualquer besteira e piorar sua situação com a professora. Se ela estava recebendo trabalho extra era por sua própria culpa. Se tivesse ficado menos tempo no palco e mais tempo nos exercícios de Cálculo, talvez sua nota não tivesse sido tão vergonhosa.

- Obrigada, Sra. Darcy. Fico feliz que meu trabalho seja reconhecido por uma mulher tão independente como você – disse, sobre o elogio à sua ONG. Não estava simplesmente “puxando o saco” de Darcy; ela realmente gostava da professora e de sua história de vida, e ela seria perfeita se não implicasse tanto com seu desempenho.

Entenda, Eadlyn vivera toda a sua vida em torno da indústria do cinema. Tendo uma mãe que era um ícone de Hollywood e um pai que era um ótimo diretor, não havia como ela não ter pelo menos um pouco de afinidade com essa área. Mas pra ela era muito mais que afinidade; ela amava atuar, e seu sonho quando veio pra Yale era se dedicar ao máximo à essa carreira. Nunca lhe passou pela cabeça que teria que passar em Cálculo se quisesse alcançar seu sonho. Só lhe parecia totalmente desnecessário, afinal, não era como se ela fosse ser uma economista, contadora ou mesmo professora de Matemática. Ninguém sai calculando as dimensões do palco, o comprimento do figurino ou a massa da maquiagem. Enfim, era desnecessário e ponto. Mas ela não ia falar isso tudo na cara da mulher mais durona da universidade. E sua língua solta já havia lhe rendido muitos problemas.

- E eu aceito fazer o trabalho, claro – disse a contragosto – Mas provavelmente vou precisar de ajuda. – disse Eadlyn segura, como a boa atriz que era. Não gostava de pensar que mentia com facilidade, mas isso era um fato que tinha que aceitar. – E se me permite, Sra. Darcy, gostaria que fosse de algum de seus alunos brilhantes... Pra que eu não tenha que perturbá-la a todo momento, entende? – esperou que a professora aquiescesse para completar: - Teria alguém pra indicar? Sei que não há nenhum aluno tão bom para explicar quanto você, mas ainda assim eu insisto... – encarava a professora com olhos pidões, esperando que ela lhe indicasse o próximo passo. Caso contrário, teria que procurar alguém que fizesse aquele trabalho pra ela por conta própria.

valeu @ carol!


_________________
You look like my next mistake
avatar
Eadlyn Lance
Fraternidade Kappa
Fraternidade Kappa

Mensagens : 62
Data de inscrição : 20/03/2014

Perfil Universitário
Apelido: drama queen
Idade: 20
Curso: Teatro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hey Teachers Leave Them Kids Alone!

Mensagem por Amelia Darcy em Ter Dez 02, 2014 2:16 pm



“Hey Teacher!”



Ouvir Eadlyn  a chamar de independente fez Amelia dar um pequeno sorriso de agradecimento. A mulher era sim independente em quase tudo, exceto em seus sentimentos. Nesta área ainda continuava refém do seu ex-marido lindo, charmoso e traidor. Pensar em Robert era sempre uma confusão de sentimentos e achou melhor não ir por esse caminho. Não naquele momento. Devia seguir o conselho de Rick e tomar rédeas naquela situação.  

Terminou de guardar suas coisas na bolsa enquanto sua atenção voltava para a senhorita Lance. Fechou o zíper e olhou para ela, pensando em quem poderia ajudar a pobre garota. Ela a olhava como se estivesse desesperada, prestes a fazer uma loucura ou chorar. A maioria dos alunos a olhava assim. Os outros a olhavam como quem a queria morta. Suspirou alto pensando nos alunos que poderiam ajudar a garota. Seu filho Bennet costumava ganhar um dinheiro extra dando aulas para os alunos de Cálculo, uma vez que foi inevitável para o garoto conviver com o Cálculo a vida toda. Mas ele estava sufocado com as provas no momento e Amelia realmente não queria atrapalhá-lo. Quando o garoto se inscreveu para Medicina ela ficou muito orgulhosa. Enchia seu coração de alegria que Bennet seguisse o próprio caminho. Mas seu filho não seria o ideal para ajudar Lance. A garota precisava de alguém mais rígido, para não deixar que ela desviasse a atenção e assim, reprovasse na matéria.

- Entendo seu ponto e agradeço por não querer me sobrecarregar mais que já estou Lance. – Pegou um papel e anotou um nome e o telefone que já sabia de cor – Procure por minha monitora, Emily Ibrahimovic. Tenho certeza que ela vai poder te ajudar. É uma aluna brilhante, mas já lhe aviso: não faça corpo mole, ela não vai ter paciência com isso. Mas se souber aproveitar, vai conseguir tirar um dez. – Estendeu o papel para ela.

Quando a garota pegou o papel, Amelia sentiu necessidade de lhe dizer mais algumas palavras. A professora costumava ser curta e grossa, mas quando via que o aluno merecia, esforçava para ser mais sociável.

- Lance – a expressão de Amelia suavizou um pouco – Foi uma decisão do Conselho de Yale em colocar o Cálculo I em todos os cursos aqui fornecidos. Pode parecer estranho que alguém que faça Teatro tenha que aprender derivada, mas o Cálculo é mais que isso. Ele desperta em você uma necessidade de um rápido raciocínio e também amplia sua perspectiva quanto a uma situação. Pode parecer inútil para você agora e talvez vá parecer para sempre em sua carreira, mas o que essa matéria vai fazer para você vai além de algo que você possa notar ou ver. Confie em mim quando digo isso. O pai do meu filho estudou Teatro aqui em Yale e fez todos os Cálculos como matérias optativas. Hoje ele é um ator de Hollywood muito talentoso.

Sorriu sinceramente para a aluna, esperando que ela pudesse entender o que ela queria dizer. Claro que a pessoa ou tinha talento ou não, mas evoluir um dom que tinha não fazia nenhum mal, na verdade era algo que todos deviam fazer. Robert não havia feito os Cálculos pensando em melhorar seus talentos, mas porque queria passar mais tempo com Amelia. Queria ter algo em comum com ela. Mas ele mesmo admitira que foi uma das melhores escolhas que ele fez na faculdade.


 Coded By @Lilah!

_________________
avatar
Amelia Darcy
Professores
Professores

Mensagens : 70
Data de inscrição : 23/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hey Teachers Leave Them Kids Alone!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum